Teoria da Evolução e Darwinismo

Darwinismo é um conjunto de movimentos e conceitos relacionados às ideias de Transmutação de espécies, seleção natural ou da evolução, incluindo algumas ideias sem conexão com o trabalho de Charles Darwin. A característica que mais distingue o darwinismo de todas as outras teorias é que a evolução é vista como uma função da mudança da população e não da mudança do indivíduo.

O termo foi cunhado por Thomas Henry Huxley em abril de 1860, e foi usado para descrever conceitos evolutivos, incluindo conceitos anteriores, como malthusianismo e spencerismo. No final do século XIX passou a significar o conceito de que a seleção natural era o único mecanismo de evolução, em contraste com o lamarckismo e o criacionismo. Por volta de 1900 o darwinismo foi eclipsado pelo mendelismo até a síntese evolutiva moderna unificar as ideias de Darwin e Gregor Mendel. A medida que a teoria da evolução moderna se desenvolve, o termo tem sido associado às vezes com ideias específicas.

Embora o termo tenha permanecido em uso entre os autores científicos, tem sido cada vez mais discutido que é um termo inapropriado para a moderna teoria da evolução. Por exemplo, Darwin não estava familiarizado com o trabalho de Gregor Mendel, e como resultado teve apenas uma compreensão vaga e imprecisa de hereditariedade. Ele, naturalmente, não tinha noção dos desenvolvimentos mais recentes e, como o próprio Mendel, não sabia nada de deriva genética.

Seleção natural (AO 1945: Selecção natural) é o processo proposto por Charles Darwin e Alfred Wallace, os dois responsáveis pela teoria da evolução por seleção natural. A alta fecundidade e a recorrente competição pela sobrevivência em cada espécie geram o pressuposto para esse processo. Outros mecanismos de evolução das espécies incluem a deriva genética, o fluxo gênico, as mutações e o isolamento geográfico.

O conceito básico de seleção natural é que características favoráveis que são hereditárias tornam-se mais comuns em gerações sucessivas de uma população de organismos que se reproduzem, e que características desfavoráveis que são hereditárias tornam-se menos comuns. A seleção natural age no fenótipo, ou nas características observáveis de um organismo, de tal forma que indivíduos com fenótipos favoráveis têm mais chances de sobreviver e se reproduzir do que aqueles com fenótipos menos favoráveis. Gradativamente, desenvolveu-se a ideia de pluralidade de espécies existentes sendo obtido a partir do processo evolutivo, onde a seleção natural priorizava algumas variações intraespecífica por meio da luta por sobrevivência do mais apto.

A seleção natural pode forçar algumas populações mudarem suas características – a evoluir. Porém, nada comparado à seleção provocada pelo homem, desencadeada pelas forças ecológicas, a exemplo disso a seleção ocorrida sob as condições da poluição ambiental: Por volta do ano de 1850 durante a Revolução Industrial na Inglaterra, mariposas de espécies Biston betularia, brancas com manchas negras predominantes da região; passam a ter a forma negra dominante, por conta da poluição do ambiente – melanismo industrial. Logo, ambientes afetados por diferentes graus de poluição, influenciam na evolução do melanismo da mariposa, e modifica também as características físicas de outras espécies.

Características que causam um maior sucesso reprodutivo de um organismo são consideradas como “selecionadas a favor” enquanto aquelas que reduzem o sucesso são “selecionadas contra”. “Selecionar a favor” uma característica pode resultar na “seleção contra” de outras características correlacionadas que não influenciam diretamente a aptidão do organismo.

Charles Darwin foi um dos homens que teve maior influência sobre o pensamento científico do século passado ao publicar suas idéias sobre evolução e seleção natural. Nesta aula tratamos da vida e das teorias desenvolvidas por este grande cientista.

Fontes:

Wikipédia:

Darwinismo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Darwinismo

Charles Darwin
https://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Darwin

Seleção natural
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sele%C3%A7%C3%A3o_natural

Canal Curso Online Gratuito
https://www.youtube.com/user/CursoOnlineGratuito

Por Julia Margaret Cameron – Reprinted in Charles Darwin: His Life Told in an Autobiographical Chapter, and in a Selected Series of His Published Letters, edited by Francis Darwin. London: John Murray, Albemarle Street. 1892.Scanned by User:Davepape, Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=3560761

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta